quarta-feira, 9 de março de 2011

A Igreja católica é idólatra?

Esclarecimentos acerca do uso de imagens sacras.

São muitos os relatos de pessoas que pertenciam a verdadeira Igreja de Cristo (a Igreja Católica) e por ignorância, ou as vezes por preguiça de buscar a Verdade, se deixaram levar pelos pastores das seitas protestantes. O próprio Cristo já nos alertava que surgiriam falsos profetas que seduziriam a muitos (Mt 24,11; Mc 13,22) e São Pedro alerta aos primeiros cristãos sobre as palavras cheias de astúcia que os falsos pastores usariam para desviar os homens da Verdadeira Igreja (2Pd 2,1-3).

Dentre as principais acusações caluniosas que os protestantes fazem para levar os homens à perdição, destaca-se o argumento de que a Igreja Católica cultua imagens de gesso e ensina seus fiéis a serem idólatras. Utilizo-me deste espaço para explicar a diferença entre idolatria, a veneração dos santos e o uso de imagens sacras.

Os protestantes, fazem-nos a acusação baseando-se em algumas passagens do Antigo Testamento como Ex 20,4; Lv 19,4, Lv 26,1; Dt 7,25, onde Deus explicitamente condena a idolatria e o culto aos falsos deuses.

Transcrevo abaixo algumas dessas passagens:

"Não farás para ti escultura, nem figura alguma do que está em cima, nos céus, ou embaixo, sobre a terra, ou nas águas, debaixo da terra". (Ex 20,4)
"Não vos volteis para os ídolos, e não façais para vós deuses de metal fundido. Eu sou o Senhor, vosso Deus". (Lv 19,4)
"“Não fareis ídolos. Não levantareis estátuas nem estelas, e não poreis em vossa terra pedra alguma adornada de figuras, para vos prostrardes diante dela, porque eu sou o Senhor, vosso Deus"(Lv 26,1)

O povo judeu vivendo sob a escravidão do Egito, adquiriu deste uma forte tendência à idolatria e possuia grande resistência em adorar um Deus o qual nunca viram e não sabiam de que era feito; tanto que, enquanto Moisés recebia as tábuas da Lei, fizeram para si um Bezerro de ouro e prestaram-lhe culto dizendo "Ó Israel, o teu Deus que te libertou do Egito". Deus então ordenou que Moisés descesse do Monte Sinai, pois o povo estava corrompido pelo pecado da idolatria. (Conf Ex 32,1-8)

Deus, através das passagens acima, condena explicitamente a idolatria e o culto aos falsos deuses, no entanto Ele nunca condenou o uso de imagens, há inclusive várias passagens onde Ele as permite e ordena que as faça: Ex 25,18-19;Ex 37,7-9,1Rs 6,23-29.32; Nm 21,8-9, dentre outras.

"Farás também dois querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório. Farás um querubin na extremidade de uma parte, e outro querubin na extremidade de outra parte; de uma só peça com o propiciatório fareis os querubins nas duas extremidades dele." (Ex 25,18-19)


"E disse o Senhor a Moisés: Faze uma serpente ardente e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo mordido que olhar para ela. E Moisés fez uma serpente de metal e pô-la sobre uma haste; e era que, mordendo alguma serpente a alguém, olhava para a serpente de metal e ficava vivo." (Nm 21,8-9)

Vemos na passagem acima (Nm 21,8-9), que Deus não somente ordena que se faça uma serpente, mas também a utiliza como fonte de cura, curando os israelitas quando esses eram mordidos pelas serpentes. Assim fica claro que Deus nunca condenou o uso de imagens, e sim o uso de ídolos (imagens que representam falsos deuses).

Será que os protestantes não lêem essas passagens ou será essa mais uma distorção bíblica que eles fazem? Se for a segunda resposta o caso é ainda mais grave pois "Nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal". (2Pd 1,20).

Quando nos prostamos, ajoelhamos, beijamos, fazemos orações ou choramos diante da imagem de um santo, seja ela de gesso, madeira, ferro ou qualquer outro material, não estamos sendo idólatras, estamos na verdade prestando um culto de veneração ao santo que ali está representado para que, por intercessão dele (e não da imagem), nossa oração seja atendida por Deus.

Não se trata portanto de idolatria, já que o santo ali representado na imagem não é Deus, é infinitamente menor que Deus e, se eles hoje são para nós modelos de santidade e exemplos de vida, só o são por Deus e porque seguiram fielmente os ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo; se não o tivessem seguido não teriam suas imagens sacras e tampouco seriam cultuados; muito pelo contrário: estariam no inferno.

Termino este artigo relembrando o que disse o Pe Zezinho durante o seu último Show em Itapeva, "Portanto, se alguém vos chamar de idólatra, esse alguém está caluniando, e calúnia leva ao Inferno"

Autor: Everton do N. Siqueira
Comentários

Compartilhe na Rede

Twitter Delicious Facebook Digg Favorites Stumbleupon More