quarta-feira, 9 de março de 2011

A Igreja católica é idólatra?

Esclarecimentos acerca do uso de imagens sacras.

São muitos os relatos de pessoas que pertenciam a verdadeira Igreja de Cristo (a Igreja Católica) e por ignorância, ou as vezes por preguiça de buscar a Verdade, se deixaram levar pelos pastores das seitas protestantes. O próprio Cristo já nos alertava que surgiriam falsos profetas que seduziriam a muitos (Mt 24,11; Mc 13,22) e São Pedro alerta aos primeiros cristãos sobre as palavras cheias de astúcia que os falsos pastores usariam para desviar os homens da Verdadeira Igreja (2Pd 2,1-3).

Dentre as principais acusações caluniosas que os protestantes fazem para levar os homens à perdição, destaca-se o argumento de que a Igreja Católica cultua imagens de gesso e ensina seus fiéis a serem idólatras. Utilizo-me deste espaço para explicar a diferença entre idolatria, a veneração dos santos e o uso de imagens sacras.

Os protestantes, fazem-nos a acusação baseando-se em algumas passagens do Antigo Testamento como Ex 20,4; Lv 19,4, Lv 26,1; Dt 7,25, onde Deus explicitamente condena a idolatria e o culto aos falsos deuses.

Transcrevo abaixo algumas dessas passagens:

"Não farás para ti escultura, nem figura alguma do que está em cima, nos céus, ou embaixo, sobre a terra, ou nas águas, debaixo da terra". (Ex 20,4)
"Não vos volteis para os ídolos, e não façais para vós deuses de metal fundido. Eu sou o Senhor, vosso Deus". (Lv 19,4)
"“Não fareis ídolos. Não levantareis estátuas nem estelas, e não poreis em vossa terra pedra alguma adornada de figuras, para vos prostrardes diante dela, porque eu sou o Senhor, vosso Deus"(Lv 26,1)

O povo judeu vivendo sob a escravidão do Egito, adquiriu deste uma forte tendência à idolatria e possuia grande resistência em adorar um Deus o qual nunca viram e não sabiam de que era feito; tanto que, enquanto Moisés recebia as tábuas da Lei, fizeram para si um Bezerro de ouro e prestaram-lhe culto dizendo "Ó Israel, o teu Deus que te libertou do Egito". Deus então ordenou que Moisés descesse do Monte Sinai, pois o povo estava corrompido pelo pecado da idolatria. (Conf Ex 32,1-8)

Deus, através das passagens acima, condena explicitamente a idolatria e o culto aos falsos deuses, no entanto Ele nunca condenou o uso de imagens, há inclusive várias passagens onde Ele as permite e ordena que as faça: Ex 25,18-19;Ex 37,7-9,1Rs 6,23-29.32; Nm 21,8-9, dentre outras.

"Farás também dois querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório. Farás um querubin na extremidade de uma parte, e outro querubin na extremidade de outra parte; de uma só peça com o propiciatório fareis os querubins nas duas extremidades dele." (Ex 25,18-19)


"E disse o Senhor a Moisés: Faze uma serpente ardente e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo mordido que olhar para ela. E Moisés fez uma serpente de metal e pô-la sobre uma haste; e era que, mordendo alguma serpente a alguém, olhava para a serpente de metal e ficava vivo." (Nm 21,8-9)

Vemos na passagem acima (Nm 21,8-9), que Deus não somente ordena que se faça uma serpente, mas também a utiliza como fonte de cura, curando os israelitas quando esses eram mordidos pelas serpentes. Assim fica claro que Deus nunca condenou o uso de imagens, e sim o uso de ídolos (imagens que representam falsos deuses).

Será que os protestantes não lêem essas passagens ou será essa mais uma distorção bíblica que eles fazem? Se for a segunda resposta o caso é ainda mais grave pois "Nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal". (2Pd 1,20).

Quando nos prostamos, ajoelhamos, beijamos, fazemos orações ou choramos diante da imagem de um santo, seja ela de gesso, madeira, ferro ou qualquer outro material, não estamos sendo idólatras, estamos na verdade prestando um culto de veneração ao santo que ali está representado para que, por intercessão dele (e não da imagem), nossa oração seja atendida por Deus.

Não se trata portanto de idolatria, já que o santo ali representado na imagem não é Deus, é infinitamente menor que Deus e, se eles hoje são para nós modelos de santidade e exemplos de vida, só o são por Deus e porque seguiram fielmente os ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo; se não o tivessem seguido não teriam suas imagens sacras e tampouco seriam cultuados; muito pelo contrário: estariam no inferno.

Termino este artigo relembrando o que disse o Pe Zezinho durante o seu último Show em Itapeva, "Portanto, se alguém vos chamar de idólatra, esse alguém está caluniando, e calúnia leva ao Inferno"

Autor: Everton do N. Siqueira

6 comentários:

  1. Entendo que o princípio católico é focado em Deus e por sua vez em Jesus Cristo e não vou entrar em discussão sobre a "verdadeira igreja", pois se fosse da minha vontade faria um site somente meu e postaria minhas idéias. Mas o fato da igreja católica manter ídolos (e digo ídolos, pois são pessoas vivas ou mortas) vai contra o que Deus ordenou aos homens. Não se deve colocar nenhum homem sobre um pedestal. A origem de pessoas consideradas "santas" fora O Nosso Senhor é impossível, já que até mesmo os anjos não possuem tal título.

    ResponderExcluir
  2. Pelo jeito não leu o texto mesmo né?
    Esse teu questionamento ficou bem esclarecido no texto...
    Espero que leia com mais atenção pra entender melhor

    ResponderExcluir
  3. .O DEVIDO USO DE IMAGENS NA IGREJA CATÓLICA É BÍBLICO
    A permissão de fazer e venerar imagens de parte de Deus é viável, alguns exemplos: Ex.: Ex 25, 17-22 Deus mandou instalar sobre o propiciatório 2 querubins, e por isso a Bíblia costuma dizer que ” Senhor está assentado sobre os querubins”, vejam: 1 Sm 4,4; 2 Sm 6,2 ; 2 Rs 10-15 e Sl 79,2; 98,1. Bem, em Nm 21,4-9, a serpentes de bronze, 1 Rs 7,28s a descrição dos ornamentos do Palácio de Salomão, bois, leões, querubins, etc., em 1 Rs 6,29s a ornamentação das paredes do Templo, em 1 Rs 7,23-26 o mar de bronze sustentado por 12 bois de metal etc. À passagem da Arca da Aliança todos os judeus se prostravam com o rosto no chão quando conduzida por entre o povo; uma imagem, não?
    Cristo-Igreja de Cl 1,18 Cl 1,24 Ef 1.22-23 e 1 Cor 12,12s etc. é a única dentre todas as existentes na terra de fundamentação teológica e afastar-se da Igreja para se filiar a uma dessas instituições sectárias religiosas humano-fundamentadas é idolatria. Diz o Catecismo Católico, n° 846:…Por isso não podem salvar-se aqueles que, sabendo que a Igreja católica foi fundada por Deus por meio de Jesus Cristo como instituição necessária, apesar disso não quiseram nela entrar ou nela perseverar. Os primeiros cristãos ornavam os locais de suas reuniões de celebrações da Palavra e da Eucaristia com figuras e ícones alusivos ao tema, comprovam-no documentos e ruínas.
    Quanto a ajoelhar diante de imagens, melhor, ícones, na Igreja é atitude de veneração, permitido visando o objeto da imitação; em Ex 18,7: Moisés prostra-se aos pés de seu sogro, saudando-o e em Gn 43,26 ...José, pois entrou em casa, e eles ofereceram-lhe os presentes que tinham nas mãos; e saudaram-no, inclinando-se até à terra etc. O problema é haver muitos católicos de comportamentos ignorantes de cultuar imgens em detrimento a Jesus: desconhecimento da doutrina da Igreja; são-no apenas de batismo ou pouco mais, muitas vezes sincréticos, frequentando a Igreja e simultaneamente seitas, espiritismo, umbanda, etc. São-no apenas de fachada. Muitas seitas protestantes têem em seus templos figuras de abóbodas celestiais, anjos, tronos, arcas, etc., e algumas delas são específicas de cultos esotéricos mesmo aqui no Brasil, e quase todas têem cultos assemelhados a centros espíritas como: expulsões de supostos maus espíritos para curas - um pastor ao se enfermar não convoca outro a exoecismo em si, só nos outros... Histeria geral, rodopios, pessoas em aparentes transes...; na Europa e USA muitas têem figuras e imagens de seus venerandos; à verdade, sucede isso por divergirem entre si nas milhares de seitas, em que cada uma põe e dispõe de acordo com a ideologia do proprietário; é incrível: no You Tube há pastor(?) afirmando: "cruz é sinônimo de maldição, é palhaçada" e outros acusando reciprocamente de heresia e de pertença à maçonaria, confira.
    Outra atitude é adorar imagem, fazê-la seu deus em detrimento do Senhor Deus verdadeiro, são ações de pagãos, de supostos católicos ou futuros sectários evangélicos, preferindo servir-se em"self-services" doutrinários, com menu ao paladar de cada cliente, atendido em balcões mercantis-religiosos por fantoches de Satanás.
    Idem, é sobrepor a riqueza, poder, dinheiro a Deus, ou agregar-se às quase 50 000 mil seitas paradoxas entre si humano-fundamentadas tal qual, ou dissensão à Igreja Católica, HISTORICAMENTE remanescente de Jesus Cristo, Ele mesmo.
    Quanto à devoção à SS Virgem nem Lutero, pai dos protestantes a desprezava jamais, incentivava-a. Afinal, são milhares de facções divergentes entre si; na Europa e USA a devoção é bem aceita; depende do proprietário da seita de a admitir ou não.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário foi removido,por quê será?

      Excluir
  5. Como cultuar estes "santos" e pedi para que seja o mediador se Jesus é o único mediador de nós à Deus, e não o papa, e nenhum desses "exemplos" que são pecadores descendentes de Adão, como eu e vocês, herdeiros do pecado, pecadores? Como muitos que si dizem católicos usam sempre saem dizendo que Jesus não pregou religião (No que estão certos), e ironicamente a religião que eles dizem seguir si diz a igreja santa a verdadeira igreja? ¬¬'

    ResponderExcluir

Regras para os comentários

1 - Não são aceitos comentários ofensivos contra a Santa Igreja, contra a Santíssima Virgem, os santos, os dogmas, as doutrinas e disciplinas, bem como qualquer outra coisa que diga respeito à religião católica.

2 - Os comentários não são moderados para agilizar , mas os donos deste blog podem remover qualquer comentário sem prévio aviso caso constatem ofensas pessoais, insultos, termos pejorativos às coisas santas, bem como postagens sem argumentos que a defendam.

Debates são permitidos seguindo as regras abaixo

a - Os debates devem se pautar sobre idéias e argumentos e não sobre as pessoas ou sobre os supostos motivos que levaram a pessoa a postar determinado conteúdo.

b - Os debates e argumentos devem ser usados pautando-se nos três pilares da fé católica: Tradição, Magistério e Escritura. Os donos do blog se dão ao direito de remover qualquer argumento que esteja baseado em heresias, cismas ou em "achismos".

c - Pessoas de outras religiões podem comentar e questionar, desde que o façam no intuito de aprender sobre a nossa fé, mesmo que não seja do interesse uma futura conversão ao catolicismo. Qualquer comentário que possa caracterizar doutrinação de outra religião poderá ser removido sem aviso prévio.

d - Caso tenha interesse em fazer um debate inter-religioso ou não concorde com as regras, use o "Fale Conosco", que está no menu superior do blog e fique a vontade para questionar da maneira e da forma como quiser.

IMPORTANTE
Ao postar seu comentário, você estará automaticamente concordando e se sujeitando às regras acima elencadas.

Compartilhe na Rede

Twitter Delicious Facebook Digg Favorites Stumbleupon More