quarta-feira, 9 de março de 2011

Quem é Papai Noel?

Aproxima-se o Natal, quando comemoramos o nascimento do nosso Salvador, momento em que também nos preparamos para a sua nova vinda, cujo dia e a hora ninguém sabe (Mt 24,36).

Todos os anos, nesta época, surge um personagem, vestido de vermelho, que faz a alegria das crianças (Papai Noel).

Este costume tem a sua origem na vida de São Nicolau: homem santo, que viveu intensamente os ensinamentos de Jesus Cristo. Poucos santos possuem tão grande número de milagres que lhe são atribuídos, destacando-se a ressurreição de dois rapazes. Conta São Boaventura que, São Nicolau entrou em uma estalagem onde o dono havia matado dois rapazes e se preparava para servi-los aos clientes. São Nicolau devolveu a vida aos rapazes e converteu o seu assassino.

Para São Nicolau, presentear uma criança ou um necessitado era o melhor modo para testemunhar o amor a Deus. Durante a noite, São Nicolau saia, escondido, para ajudar os pobres e necessitados, sem que a pessoa soubesse quem a estava ajudando.

São Nicolau foi também perseguido e preso por Diocleciano, mas depois de ser solto por Constantino, participou do Concílio de Nicéia e continuou a ajudar os pobres e os necessitados.

Depois de morto, foi canonizado e surgiram, então, incontáveis histórias de milagres realizados pelo santo em benefício de pobres e desamparados.

Aos poucos, sua fama se espalhou pelo mundo, e o povo, foi distorcendo sua “biografia”; As distorções tomaram proporções enormes quando, em 1931, a Coca-Cola e a mídia começaram a mostrar um “Papai Noel” que em quase nada se assemelha a este grande homem que hoje intercede por nós no céu.

Infelizmente, São Nicolau, fiel seguidor de Jesus Cristo, canonizado pela Igreja, e exemplo para os cristãos, foi esquecido.

Hoje muitas pessoas o vêem apenas como um homem barbudo, que anda num trenó puxado por renas, com uma sacola nas costas gritando “how, how, how”, essa visão, acaba por desviar a nossa atenção do verdadeiro significado do Natal, o nascimento do Nosso Senhor Jesus Cristo.

Este velho barbudo que hoje vemos na TV, na Praça Anchieta, e em diversas lojas, consegue, inclusive, fazer com que algumas famílias se esqueçam completamente do verdadeiro sentido do Natal, e acaba representando para muitos um falso deus vermelho e gordo, que em nada se compara à Onipotência do Verdadeiro e Único Deus.

Que este ano, possamos viver o verdadeiro sentido do Natal (o nascimento de Jesus Cristo) e resgatar também a devoção a São Nicolau, e sua verdadeira história de ajudar os necessitados e fazer as boas obras em segredo.

“Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes". (Mt 25,40)

São Nicolau, rogai por nós.

Autor: Everton do N. Siqueira
Comentários

Compartilhe na Rede

Twitter Delicious Facebook Digg Favorites Stumbleupon More